h1

Is this it?

Abril 14, 2007

strokes-1.jpgÉ pública, no sentido em que conhecida junto da malta amiga, a minha pungente ignorância musical. Não a escondo. Antes, ergo-a como um facho a arder na noite escura (onde é que já li isto?). Mas é também essa imperícia cancioneira que me concede momentos de raro prazer. Explico: ontem, depois de ler o ípsilon e de acreditar que os Artic Monkeys são verdadeiramente um fenómeno – o facto de até um tipo musicalmente iletrado como eu os conhecer comprova-o – descobri que uma das influências do grupo eram uns tais de The Strokes. O nome soou-me familiar, mas não mais que outra qualquer palavra lida ou ouvida um par de vezes aqui e ali.

Lá fui, pois, aos gigas de música que passaram deste menino para mim – melhor, para o meu pc – durante os meses em que vivemos juntos (que bem que isto soa..). E lá estavam eles, The Strokes. Ouvi os dois álbuns: Is this it? (2001), o primeiro, em primeiro; Room on Fire (2003), o segundo, em segundo. Imprevisível.

E gostei, mas gostei tanto de Is this it? que me arrisco a dizer que nunca tinha gostado tanto de nada logo à primeira. E, relembre-se, é de música que estamos a falar. 😉
Uns porreiros, estes norte-americanos do vocalista e letrista Julian Casablancas (perdoe-se a brejeirice do nome; o produto é bom, muito bom).

Anúncios

10 comentários

  1. the strokes, cá está. 🙂 também gosto muito do “is this it”. e já agora, ouve o último “first impression of earth”. vais gostar. 😉


  2. Aquele videoclip num tanque a transbordar de gasolina (é mesmo gasolina? é mesmo deles? Outro “ignorante musical”)… Muito bom. E a música também. Aliás, espero que o álbum seja bom, porque gastei 1/10 de cd com ele! Está em mp3…


  3. Confesso que gosto mais de Artic Monkeys! Belo concerto no Garage!! 🙂

    Confesso que também não sou muito iletrada nas áreas musicais, mas essas duas bandas…

    Um beijinho!*


  4. Vale mais tarde do que nunca 😉

    Subscrevo a dica da Claudia: atira-te ao First Impressions of Earth.


  5. E viva a musica!
    Sou um grande adepto da musica e não consigo viver sem ela. Corre-me nas veias o som e é de tal modo viciante que a não existencia deste, mudaria totalmente o modo do meu ser!100 musica, possivelmente hoje não seria o mesmo!

    Já agora quero dar os parabéns ao excelente blog que aqui tens. Gostei! 🙂


  6. mas, para além de THe Codice, quando vais descobrir “The Dark Side of the Moon”…???? aí é que vai ser “it”! breathe, breathe in the air and don’t be afraid to care…


  7. Mais vale tarde do que nunca, definitivamente:) Já lhes sigo o rasto há uns anos,são um grupo de eleição.Explora mais,verás que não desilude.A nível de clips,não percas o Reptilia;) Fica bem*


  8. não me coles nas riscas, pá. 😉


  9. oh phillipe, o meu consciente e opcional alheamento de boa parte da coisa musical não chega a tanto 😉 esses meninos que tu, bem sei, idolatras, também são dos meus favoritos.
    hugo, colo-te nas riscas sim. foste tu que me meteste nelas 🙂


  10. era uma forma nortenha de dizer: não te coles nas riscas, pá! é que é como comer uma francesinha: em excesso faz mal. 😉



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: